top of page
  • amaralcristian

O Que São Criptomoedas: Tudo o Que Você Precisa Saber


o que são criptomoedas

Entender o que são criptomoedas se tornou um conhecimento obrigatório para enxergarmos as novas possibilidades de autonomia financeira e de organização social.


As moedas digitais revolucionaram a maneira como entendemos e realizamos transações, apresentando uma abordagem inovadora e descentralizada para a economia global.


Neste artigo, exploraremos o mundo das criptomoedas, fornecendo uma visão aprofundada de seu funcionamento, vantagens, riscos e dicas de como investir de forma segura.


🪙 Importância das criptomoedas


Esses ativos digitais representam uma mudança significativa na forma como as transações econômicas são conduzidas, eliminando a necessidade de intermediários como bancos e promovendo a segurança e a eficiência nas operações financeiras.


Além disso, as criptomoedas têm o potencial de democratizar o acesso a serviços financeiros em todo o mundo, incluindo em áreas onde a infraestrutura bancária tradicional é limitada.


Portanto, compreender as criptomoedas é fundamental para estar preparado para as mudanças que estão moldando o futuro financeiro.


Para entender o universo das criptomoedas, precisamos começar pela definição.


🤔 O que são criptomoedas?


Criptomoedas são formas de moeda digital que utilizam criptografia para garantir transações seguras e controlar a criação de novas unidades (no caso das que permitem essa criação).


Diferentemente das moedas tradicionais (fiduciárias), como o real, o dólar ou o euro, as criptomoedas existem apenas em formato digital, operando em uma esfera descentralizada e independente de instituições financeiras ou governamentais.


História das criptomoedas


A história das criptomoedas remonta ao final do século XX, mas o grande marco ocorreu em 2009 com o lançamento do Bitcoin, a primeira e - ainda - a mais conhecida criptomoeda.


Satoshi Nakamoto, um pseudônimo que esconde a identidade de seu criador, introduziu o conceito revolucionário de uma moeda digital que funcionaria em uma rede peer-to-peer, eliminando a necessidade de intermediários.



Principais características


As criptomoedas possuem diversas características notáveis. Primeiramente, elas operam em uma rede descentralizada, conhecida como blockchain, que registra todas as transações de forma transparente e imutável.


Além disso, as criptomoedas são altamente divisíveis, permitindo a compra de frações, o que as torna acessíveis a um grande público.


A volatilidade é outra característica marcante, e isso faz delas um ativo de alto risco, mas também oferece oportunidades de lucro consideráveis.


Segurança e criptografia


A segurança é uma preocupação primordial nas criptomoedas. A criptografia desempenha um papel fundamental na proteção das transações e na geração de novas unidades.


A combinação de chaves públicas e privadas garante que apenas os proprietários legítimos tenham acesso aos seus ativos.


⚠️ Embora a blockchain seja altamente segura, os investidores devem estar atentos a possíveis golpes e vulnerabilidades em serviços relacionados a criptomoedas.


Mais adiante, falaremos sobre segurança na hora de transacionar criptos.


⚙️ Como funciona uma criptomoeda


o que são criptomoedas - blockchain

Transações e registros na blockchain


Para entender como as criptomoedas funcionam, é essencial compreender o papel do blockchain, a tecnologia subjacente.


A blockchain é a espinha dorsal das criptomoedas. Essa tecnologia permite o registro seguro de todas as transações.


Ela consiste em blocos de dados interligados que formam uma cadeia. Cada transação é verificada por uma rede descentralizada de computadores, criando uma cadeia de registros imutáveis, o que torna quaisquer alterações ou fraudes praticamente impossíveis.


A utilização da blockchain não se limita apenas às transações financeiras, pois diversas indústrias estão explorando seu potencial em áreas como logística, saúde e voto eletrônico.


Mineração de criptomoeda


A mineração de criptomoeda desempenha um papel fundamental na criação e validação de transações na blockchain.


No caso do algoritmo de consenso prova de trabalho, esse processo envolve o uso de poder computacional para resolver problemas matemáticos complexos. Quando um minerador resolve um problema, ele adiciona um novo bloco à blockchain e é recompensado com unidades da criptomoeda em questão.


Mais detalhes no capítulo Como uma criptomoeda gera dinheiro.


Carteiras digitais


Para armazenar e gerenciar criptomoedas, os usuários precisam de uma carteira digital. Essas carteiras são programas, aplicativos ou dispositivos físicos que permitem aos usuários interagir com a blockchain e acessar seus ativos.


Existem diversos tipos de carteiras, desde online até hardwares altamente seguros. Cada carteira é protegida por uma combinação de chaves públicas e privadas, que garantem a segurança dos ativos.


É importante escolher uma carteira adequada ao seu nível de conhecimento e às suas necessidades de segurança.


Compreensão das transações


A compreensão das transações de criptomoedas é essencial para evitar erros e garantir que os ativos sejam enviados e recebidos corretamente. Cada transação envolve o envio de valores de uma carteira para outra.


É crucial inserir corretamente o endereço da carteira de destino e a quantidade a ser enviada. Além disso, as taxas de transação podem variar com base na rapidez desejada para o processamento da transação.


Uma vez que uma transação é iniciada, ela é registrada na blockchain e passa pelo processo de mineração para validação.


₿ Exemplos das principais criptomoedas


De modo geral, as primeiras posições em matéria de market cap (capitalização de mercado) são ocupadas pelo Bitcoin (BTC), Ethereum (ETH) e Tether (USDT), mas isso não quer dizer que essas são as melhores opções para o seu perfil de investimento.


Além disso, as posições abaixo das citadas costumam variar, devido à volatilidade deste mercado.


Dica: acompanhe o ranking da CoinGecko e pesquise sobre as criptomoedas que chamaram a sua atenção.


Mas pesquise mesmo! Há inúmeras nuances neste mercado.


Em matéria de aceitação e liquidez, Bitcoin, Ethereum e Tether costumam ser as opções óbvias, mas pode haver outros interesses além do financeiro na escolha de uma criptomoeda. A ADA, criptomoeda da blockchain Cardano, por exemplo, não está entre as 5 primeiras em matéria de market cap, mas possui uma das comunidades mais fortes e o maior número de desenvolvedores envolvidos na evolução da sua plataforma.


🔒 É seguro investir em criptomoedas?


o que são criptomoedas - segurança

Quando se trata de investir em criptomoedas, é essencial compreender os riscos e vantagens associadas a esse mercado em constante evolução. As criptomoedas apresentam uma série de características que podem ser consideradas tanto vantajosas quanto arriscadas.


O mercado de criptomoedas é frequentemente analisado por especialistas financeiros, economistas e entusiastas da tecnologia. Suas opiniões variam, mas existem alguns pontos comuns a serem considerados.


Vantagens do investimento em criptomoedas


  • Descentralização: criptomoedas não dependem de instituições financeiras ou governamentais, o que as torna resistentes à censura e à interferência externa.


  • Rápidas transações: a transferência de criptomoedas pode ser mais rápida e econômica do que as transações tradicionais devido à ausência de intermediários.


  • Potencial de crescimento: o mercado de criptomoedas tem demonstrado um alto potencial de valorização, com ativos como o Bitcoin experimentando ganhos significativos ao longo do tempo.


Riscos do investimento em criptomoedas


  • Volatilidade: seus valores podem flutuar substancialmente em um curto período de tempo.


  • Falta de regulação: a ausência de regulamentação clara em muitos países pode expor os investidores a riscos legais e fraudes.


  • Segurança: a segurança das criptomoedas depende da proteção das chaves privadas, e a perda dessas chaves pode resultar na perda permanente de ativos.


Dicas para investir em criptomoedas com segurança


  • Educação: antes de investir, dedique tempo para entender o funcionamento das criptomoedas, a tecnologia blockchain e, especialmente, os ativos específicos em que você está interessado.


  • Diversificação: evite colocar todos os seus recursos em uma única criptomoeda. Diversificar seus investimentos pode ajudar a reduzir o risco.


  • Escolha da carteira: opte por uma carteira digital confiável e segura para armazenar suas criptomoedas. Carteiras de hardware (dispositivos físicos) oferecem uma camada adicional de segurança.


  • Autenticação de Dois Fatores (2FA): ative-a sempre que possível em suas contas de câmbio e carteiras para aumentar a segurança.


  • Pesquisa de mercado: antes de comprar uma criptomoeda, pesquise seu histórico, equipe de desenvolvimento e casos de uso. Evite investimentos baseados apenas em hype.


💰 Como uma criptomoeda gera dinheiro?


o que são criptomoedas - mineração

Uma das maneiras pelas quais as criptomoedas geram dinheiro é através de um processo chamado mineração. A mineração é a atividade de validar transações na blockchain de uma criptomoeda e adicionar essas transações a um novo bloco.


Para realizar essa tarefa, os mineradores utilizam computadores potentes que resolvem problemas matemáticos complexos.


Em um sistema de mineração, os mineradores competem para serem os primeiros a resolver um problema matemático específico, conhecido como prova de trabalho (Proof of Work - PoW). O primeiro minerador a encontrar a solução é recompensado com uma quantidade específica da criptomoeda em questão.


No caso do Bitcoin, por exemplo, o minerador que conclui com sucesso um novo bloco é recompensado com uma certa quantidade de bitcoin. No entanto, é importante notar que a recompensa diminui com o tempo, seguindo um processo conhecido como halving, o que ajuda a limitar a quantidade total de bitcoins que podem ser minerados (quando o sistema atingir a quantidade máxima de 21 milhões de BTCs, a emissão será encerrada definitivamente. Por isso a mineração se torna cada vez mais difícil com o passar do tempo).


Proof of Work vs. Proof of Stake


Existem diferentes algoritmos de consenso para a mineração, sendo os dois mais comuns o Proof of Work (PoW) e o Proof of Stake (PoS).


Como dito anteriormente, no PoW, os mineradores competem resolvendo problemas matemáticos complexos para validar transações e criar novos blocos. Este sistema é muito seguro, mas consome uma grande quantidade de energia, pois requer computadores potentes.


No PoS, a validação das transações e a criação de novos blocos dependem da quantidade de criptomoeda que um minerador possui e está disposto a "bloquear" como garantia. Quanto mais criptomoeda um minerador possui, maior a probabilidade de ser escolhido para validar uma transação. O PoS é mais eficiente em termos de energia, pois não envolve competição de poder de processamento.


Ambos os métodos têm suas vantagens e desvantagens, e a escolha entre eles depende da criptomoeda específica e de suas características. Enquanto o Bitcoin usa PoW, outras criptomoedas estão migrando para PoS - como a Ethereum fez em 2022 - em busca de eficiência energética, sendo que várias delas já nasceram PoS, a exemplo da Cardano.


Enfim, a forma como uma criptomoeda gera dinheiro está intimamente ligada ao seu sistema de mineração e consenso.


💵 Como transformar criptomoeda em dinheiro?


Casas de câmbio e bolsas de criptomoeda


Essas plataformas, também chamadas de corretoras e exchanges, funcionam como intermediários que conectam compradores e vendedores de criptomoedas. Além disso, oferecem a funcionalidade de converter sua criptomoeda em moeda fiduciária, como reais, dólares, euros ou outras moedas nacionais.


Para começar, você geralmente precisa criar uma conta em uma dessas plataformas e passar por processos de verificação de identidade para cumprir regulamentações de combate à lavagem de dinheiro e segurança.


Após concluir essas etapas, você pode depositar suas criptomoedas na plataforma e, em seguida, escolher a moeda fiduciária desejada para a conversão.


Venda e conversão


Uma vez que suas criptomoedas estejam na casa de câmbio ou bolsa, você pode colocá-las à venda. A plataforma permitirá que você crie um pedido de venda especificando a quantidade de criptomoeda que deseja vender e a taxa de câmbio desejada. Quando um comprador aceitar seu pedido, a transação será executada e você receberá o valor correspondente em moeda fiduciária na sua conta.


Lembre-se de que as taxas de transação podem ser aplicadas tanto na venda quanto na conversão de criptomoedas. Portanto, é importante verificar as taxas da plataforma antes de realizar suas operações, a fim de evitar surpresas desagradáveis.


Atenção às leis tributárias


Trocar uma criptomoeda por real ou por outra criptomoeda pode acarretar algumas obrigações fiscais, dependendo das leis tributárias de cada país. Em muitas jurisdições, a venda/permuta de criptomoedas é tratada como uma transação tributável. Isso significa que você pode ser obrigado a relatar seus ganhos e pagar impostos sobre eles.


É fundamental manter registros detalhados de todas as transações envolvendo criptomoedas, incluindo datas, valores e as partes envolvidas. Esses registros podem ser úteis na hora de cumprir suas obrigações fiscais.


Se você não tem certeza sobre quando uma transação em cripto precisa ser declarada, é aconselhável consultar um contador que esteja familiarizado com as regulamentações locais.


🔎 Entre em contato para receber orientação contábil sobre possíveis tributações em transações de criptomoedas.


Perguntas frequentes sobre investimento em criptomoedas


É seguro investir em criptomoeda?

Investir em criptomoedas envolve riscos, mas com educação e precauções adequadas, é possível fazê-lo com segurança.


Quais são as melhores criptomoedas para iniciantes?

Para iniciantes, o Bitcoin e o Ethereum são opções comuns devido à sua liquidez e adoção generalizada, mas isso não é uma regra. Você deve comparar seus objetivos com o perfil e a performance das criptos para fazer suas escolhas.


Quanto devo investir em criptomoedas?

O valor que você deve investir em criptomoedas depende de sua situação financeira e sua tolerância a riscos. A dica de ouro é: evite investir mais do que pode perder.


Como faço para converter criptomoedas em dinheiro?

Você pode vender suas criptomoedas em uma exchange/bolsa de criptomoedas confiável e transferir os fundos para sua conta bancária.


Existe um momento ideal para investir em criptomoedas?

O momento ideal para investir em criptomoedas varia de pessoa para pessoa. A estratégia de longo prazo geralmente é recomendada.


⚡Resumo para iniciantes sobre como investir em criptomoedas


  • Pesquise o mercado de criptomoedas e suas nuances, entendendo como funciona e quais os riscos envolvidos.


  • Escolha uma plataforma de negociação confiável. Existem várias opções, desde corretoras de criptomoedas até aplicativos e exchanges. Pesquise e avalie as opções disponíveis, considerando fatores como taxas, segurança e variedade de criptomoedas oferecidas.


  • Diversifique. Em vez de concentrar todos os seus recursos em uma única criptomoeda, distribua seus investimentos em moedas diferentes. Isso ajuda a reduzir o risco e aumenta a probabilidade de obter retornos sólidos. Dica: considere alocar uma parte do seu portfólio em criptomoedas estabelecidas, como Bitcoin e Ethereum, e outra parte em projetos mais recentes e promissores, como a ADA.


  • Utilize práticas de segurança rigorosas, como a ativação da autenticação de dois fatores (2FA) em suas contas e a armazenagem segura das suas chaves privadas. Evite clicar em links suspeitos e esteja ciente de possíveis esquemas de phishing.


  • Além de corretoras de criptomoedas conhecidas, considere o uso de carteiras de hardware para armazenar com segurança suas criptomoedas. Essas carteiras físicas oferecem um nível adicional de proteção contra hacks e fraudes.


  • Esteja ciente dos riscos de volatilidade. O mercado de criptomoedas é conhecido por suas flutuações de preços significativas. Portanto, esteja preparado para enfrentar oscilações e não invista mais do que você pode se dar ao luxo de perder.


Conclusão


As criptomoedas representam uma revolução no sistema financeiro global. Sua importância está em criar uma alternativa descentralizada, eliminando a necessidade de intermediários, como bancos e governos, em transações financeiras. Além disso, as criptomoedas têm o potencial de tornar as transferências de dinheiro mais rápidas, acessíveis e seguras em escala global.


Se você tem interesse em investir em criptomoedas, faça de forma segura e responsável. A volatilidade inerente deste mercado, aliada à falta de regulamentação e aos golpes online, exigem algum nível de conhecimento sobre o assunto, além de atenção redobrada.


Por outro lado, após tomadas as devidas precauções, o investimento em criptomoedas pode ser uma oportunidade lucrativa. Além do mais, não há forma mais garantida de reassumir as rédeas da sua soberania financeira individual. Elementos como bancos, restrições de crédito e inflação não exercem poder neste meio.


E sempre que você tiver dúvidas sobre o aspecto contábil das criptomoedas, não hesite em entrar em contato. 🤝


Vem com a gente para mais!


Conecte-se com o Declarando Bitcoin nas Redes Sociais:


Instagram


YouTube


Telegram


Twitter


Tik Tok


Linkedin


Facebook


Koo


Chama no WhatsApp 📲 + 55 (51) 99893-2200

Comments


Commenting has been turned off.

Em destaque

bottom of page