top of page
  • amaralcristian

Segurança de Criptomoedas: Um Guia Essencial para Investidores Iniciantes


segurança de criptomoedas

A segurança de criptomoedas é um assunto espinhoso para a opinião pública. A crescente adoção das moedas digitais revolucionou o cenário financeiro global, mas também escancarou diversos casos de fraudes e golpes online.


A popularidade desses ativos digitais tem conquistado a atenção de investidores de diversos perfis, desde entusiastas individuais até grandes instituições financeiras. 


Entretanto, esse cenário próspero também apresenta desafios significativos, os quais destacam a importância da segurança para aqueles que decidem explorar o universo das criptomoedas. 


De acordo com um artigo da Forbes, a segurança precisa ser uma consideração central, pois o anonimato e a natureza descentralizada das criptomoedas as tornam suscetíveis a uma série de potenciais problemas.


Ao longo deste artigo, vamos explorar o funcionamento da segurança de criptomoedas, identificando os perigos enfrentados pelos investidores e apresentando medidas eficazes para proteger os ativos digitais. 


Também abordaremos dados e análises que destacam a importância de garantir a segurança em meio à crescente criptoeconomia.


Boa leitura!


⚙️ Como funciona a segurança de criptomoedas?


como funciona a segurança de criptomoedas

Segundo o Portal do Bitcoin, a natureza descentralizada é um dos pilares fundamentais que caracterizam as criptomoedas. Ao contrário das moedas tradicionais, não há uma autoridade central controlando as transações ou a emissão de novas unidades. 


Essa descentralização é uma resposta direta às preocupações com a centralização do poder e a falta de transparência das instituições financeiras convencionais.


A característica descentralizada se traduz em transações que são registradas em uma rede distribuída de computadores, conhecida como blockchain. Cada transação é verificada pelos participantes da rede, tornando-a resistente a alterações fraudulentas. 



No entanto, esse mesmo sistema descentralizado também introduz problemas específicos de segurança.


Além disso, há a complexidade inerente ao ambiente cripto, devido à sua ampla gama de ativos digitais, exchanges e o surgimento constante de novas tecnologias.


Assim, a segurança precisa ser um tema central ao considerar investimentos em ativos como o Bitcoin e outras criptomoedas. Por ser a moeda digital mais valorizada e amplamente negociada, o Bitcoin é o principal alvo de várias ameaças, desde ataques cibernéticos a esquemas de phishing. Porém, em menor escala, os mesmos riscos se apresentam a boa parte dos criptoativos existentes.


Cenário atual e desafios


Segundo a Forbes, um estudo de 2023 realizado pela Chainalysis - empresa de criptografia forense que rastreia atividades ilícitas em blockchains -, em 2022, o universo das criptomoedas testemunhou um notável aumento nas transações e investimentos, refletindo uma crescente aceitação e adoção desses ativos digitais. 


No entanto, o mesmo período também apresentou o maior número de ataques cibernéticos no ecossistema das criptomoedas, com aproximadamente $3.8 bilhões sendo subtraídos de negócios relacionados a criptoativos. 


Em particular, o mês de outubro de 2022 se destacou como o mais vulnerável, registrando um total de $775.7 milhões perdidos em 32 ataques distintos.


O relatório também ressaltou que as vítimas não se limitaram apenas a grandes exchanges e instituições, mas também atingiram investidores individuais, destacando a necessidade urgente de medidas de segurança robustas em todos os níveis.


Além disso, o aumento do interesse de investidores, muitos dos quais podem ser considerados iniciantes, tem ocasionado uma curva de aprendizado preocupante. A falta de suporte de algumas instituições financeiras tradicionais para investimentos em criptomoedas cria um vácuo de orientação para esses investidores, aumentando assim as chances de vulnerabilidades.


A educação, segundo a Forbes, é fundamental nesse contexto. Muitos investidores - especialmente os menos experientes - enfrentam desafios em validar oportunidades de investimento, identificar plataformas de negociação confiáveis e gerenciar seus ativos de forma independente. 


Checklist de segurança para investidores em criptomoedas


Checklist de segurança de criptomoedas

Este é um checklist de segurança essencial da Forbes para orientar investidores em criptomoedas, visando mitigar riscos e fortalecer a proteção de seus ativos digitais.


⬜ Faça pesquisas antes de investir


A pesquisa é um elemento fundamental na tomada de decisões relacionadas a investimentos em criptomoedas. Os investidores devem aprofundar-se nas…


  • características de cada ativo; 

  • plataformas de negociação;

  • tendências do mercado.


⬜ Desconfie de ofertas excessivamente boas


A empolgação gerada pela volatilidade do mercado pode levar a oportunidades suspeitas. Os investidores devem manter um olhar crítico sobre ofertas que pareçam "boas demais para ser verdade". Desconfie de esquemas prometendo retornos garantidos.


⬜ Proteja-se contra phishing e scams


O phishing é uma ameaça persistente no universo das criptomoedas. Cuidado com emails e solicitações que você não pediu. Evite clicar em links suspeitos. A autenticação de dois fatores (2FA) é uma camada adicional de segurança recomendada.


⬜ Mantenha a privacidade


Evite compartilhar senhas, detalhes de conta ou informações sensíveis que possam ser exploradas por agentes maliciosos.


⬜ Evite alardear suas transações


O relato público de transações lucrativas pode atrair scammers. Por isso, não compartilhe suas atividades de investimento em redes sociais ou eventos públicos.


⬜ Diversifique seus ativos


A Forbes recomenda a estratégia de não concentrar todos os ativos em uma única plataforma ou criptomoeda. Diversificar investimentos reduz o risco associado a possíveis falhas ou vulnerabilidades em um único ativo.


⬜ Atualização de softwares


As atualizações fornecem proteção contínua contra as últimas vulnerabilidades, corrigindo falhas de segurança e fortalecendo as defesas contra potenciais ataques. Essa prática deve ser estendida a todos os dispositivos utilizados para transações e investimentos em criptomoedas, assim como ao seu antivírus.


⬜ Escolha corretoras confiáveis


Opte por plataformas com reputação comprovada em segurança e transparência. 


Muitas pessoas nos pedem indicações de corretoras nacionais e estrangeiras. Eis as nossas sugestões:



Estrangeiras: Binance, Kucoin e Bybit.


IMPORTANTE: não endossamos nenhuma exchange específica e tampouco oferecemos dicas de investimentos.



Conclusão


Com essa leitura, esperamos que você tenha se conscientizado sobre a importância da segurança no universo das criptomoedas. 


A natureza descentralizada, o anonimato e a complexidade do ambiente demandam ações robustas de segurança. A isso se somam a volatilidade do mercado e a falta de suporte (ou de interesse) de algumas instituições financeiras tradicionais na educação para investimentos em criptomoedas. 


Se você é um investidor novato, a exigência de cuidados é redobrada. Este é um ecossistema complexo, composto de muitas variáveis. Por isso a necessidade de medidas preventivas.


Aproveite o checklist de segurança de criptomoedas mostrado no artigo para proteger seus ativos digitais. Depois de desenvolver um olhar atento e de ter tomado todas as medidas de precaução, você conseguirá evitar ofertas suspeitas e golpes online.


E nunca esqueça: para os investidores em criptomoedas, a segurança não é apenas uma recomendação, mas uma exigência!


 

Se você está à procura de estratégias eficazes e orientações personalizadas de um contador especializado, não hesite em entrar em contato conosco. Estamos prontos para oferecer soluções sob medida que atendam às suas necessidades específicas. 


Vem com a gente para mais!



Chama no WhatsApp 📲 + 55 (51) 99775-8379


Comments


Commenting has been turned off.

Em destaque

bottom of page