top of page

Faraó do bitcoin dá uma aula no Congresso sobre bitcoin e criptoeconomia!

Atualizado: 26 de set. de 2023


Faraó do bitcoin

Na tarde de quarta-feira, 12 de julho, a Câmara dos Deputados recebeu um depoimento de Glaidson Acácio dos Santos, o "Faraó dos Bitcoins", por videoconferência durante a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Pirâmides Financeiras e Criptomoedas. Atualmente em custódia no Rio de Janeiro, teceu previsões sobre o futuro do Bitcoin e sua própria estratégia de negócios.


Primeiro temos que tirar o chapéu para o Faraó, ele vem com um discurso de conhecedor do mercado, tece previsões e comentários técnicos dignos de um mega “cripto-empresário”.


Segundo Glaidson:

Entraremos no próximo ciclo de alta no Bitcoin já no mês de julho do ano que vem, citando o evento conhecido como “halving”, que ocorre a cada quatro anos e historicamente impulsionado o valor da moeda.

Bom mesmo é que nossos nobres deputados aprenderam sobre o halving. Aprenderam sobre mineração inclusive, e estratégias ainda a curto e longo prazo.


Afirmou que investidores que compram e vendem no longo prazo podem obter retornos maiores do que se optarem por terceirizar para a empresa dele. Tece comentários sobre as necessidades financeiras de curto prazo que muitos indivíduos têm, o que os impede de esperar pelo retorno de longo prazo, explicando o sucesso do seu negócio.


O ápice da tarde foi quando Glaidson enfatizou que sua empresa nunca realizou uma oferta pública , que em conversas que teve com diversos funcionários da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), alguns dos quais eram clientes do GAS, fora orientado a prestar sua consultoria sempre de forma privada. No entanto, quando questionado sobre a garantia de alto retorno, ele se recusou a compartilhar sua estratégia, declarando:

Não vou falar a receita do bolo!

Glaidson continua a defender sua gestão da GAS Consultoria, afirmando que é possível garantir 10% de retorno ao mês sem a necessidade de novos entrantes. Ele distingue a atividade de trading do investimento, que são duas abordagens diferentes para a geração de renda. De acordo com ele, o trading é uma operação mais ativa, enquanto o investimento é uma estratégia de longo prazo.


O empresário afirmou ainda que, durante sua gestão, a GAS Consultoria nunca atrasou um pagamento e frequentemente realizava pagamentos adiantados. Os pagamentos só foram interrompidos após a intervenção da Polícia Federal. Glaidson garantiu ter recursos suficientes para pagar todos os seus clientes.


Referindo-se à apreensão de carteiras de criptoativos pela Polícia Federal, Glaidson informou que as autoridades possuem as carteiras, mas não as senhas, que estão criptografadas. Ele foi claro em dizer que não fornecerá as senhas.


Resumo da tarde de CPI: O Faraó obteve um tempo gratuito de audiência do segmento, onde pode reafirmar suas “crenças” e “estratégias”, foi aplaudido pelo público de clientes fiéis da GAS que acompanhavam em tempo real enquanto mandavam mensagens de apoio a Glaidson.


Nâo sabemos o saldo final da CPI, mas uma coisa é certa, o Faraó é bom de conversa, tem um discurso que agrada o seu público, e no congresso ele estava em casa.


Quem venham os próximos espetáculos! Esse de hoje foi sensacional!


Vem comigo para mais!


Leia também:




Baixe o e-book - 'Como Declarar Bitcoin e Outros Criptoativos no Imposto de Renda 2023 -


Siga no Twitter


Siga no Koo


Curte a página no Facebook


Acompanha também no Instagram



bottom of page