top of page
  • Foto do escritorAna Paula Rabello

Introdução à Declaração de Imposto de Renda para Investidores de Criptomoedas


Investidores de Criptomoedas

A Importância de Declarar


Se você é um iniciante no universo das criptomoedas, é crucial que, desde o começo dessa aventura, você compreenda a importância da declaração e tributação desses ativos. Isso é vital tanto para avaliar a eficácia de suas estratégias de investimento quanto para evitar complicações com a Receita Federal. Investidores mais experientes frequentemente enfrentam dificuldades na declaração, pois precisam recuperar informações de anos anteriores, resultando em multas e juros que poderiam ter sido evitados. Felizmente, este artigo servirá como um guia, iluminando seu caminho nessa jornada complexa.


Preparação: A Chave do Sucesso


Entenda que a preparação para a declaração é um processo contínuo que ocorre durante todo o ano. Quando chega o momento de declarar, você está basicamente organizando e formalizando dados que já deveriam ter sido coletados. Isso engloba informações essenciais como o saldo de criptomoedas que você possuía no último dia do ano, o custo de aquisição de cada ativo e onde eles estão armazenados. Esses dados serão inseridos na seção "Bens e Direitos" da sua declaração.


Quem Está Sob o Olhar Atento da Receita?


A necessidade de declarar não se limita apenas a quem tem uma renda anual acima de R$ 28.559,70. Existem outros critérios que também podem tornar a declaração obrigatória. Confira todos os critérios:

  • Rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70, sujeitos ao ajuste na declaração;

  • Rendimentos isentos ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma ultrapassa R$ 40.000;

  • Ganhos de capital tributáveis na alienação de bens ou direitos;

  • Operações de alienação em bolsas de valores, mercadorias, futuros ou similares, cuja soma excede R$ 40.000, ou com ganhos líquidos tributáveis;

  • Na atividade rural, receita bruta superior a R$ 142.798,50;

  • Posse ou propriedade de bens ou direitos, incluindo terra nua, com valor total acima de R$ 300.000, em 31 de dezembro;

  • Tornou-se residente no Brasil em qualquer mês do ano e manteve essa condição até 31 de dezembro;

  • Optou pela isenção de imposto sobre ganho de capital na venda de imóveis residenciais.

É crucial esclarecer que o mero investimento em criptomoedas não impõe automaticamente a necessidade de declarar imposto de renda. No entanto, determinadas transações, como a obtenção de ganhos de capital tributáveis na venda de criptomoedas, já fazem com que a declaração seja obrigatória. Além disso, é um equívoco comum acreditar que possuir R$ 5.000 em criptomoedas já obriga a declaração. Na realidade, você primeiro precisa se enquadrar em um dos critérios de obrigatoriedade listados anteriormente para que essa regra se aplique.


O que precisa declarar e o que não precisa


Se você se enquadra em pelo menos um dos critérios acima, a obrigatoriedade de informar as criptos em Bens e Direitos se aplica apenas se o custo de aquisição de um criptoativo for superior a R$ 5.000. Portanto, se você tem R$ 6.000 investidos em Bitcoin e R$ 4.000 em Ethereum, apenas o Bitcoin precisa ser declarado. No entanto, pode ser prudente declarar ambos para ter um lastro em caso de valorização significativa do ativo.


Obrigações Mensais: Ganho de Capital e Instrução Normativa nº 1888


Embora a declaração de imposto de renda seja anual, o pagamento do imposto ocorre mensalmente. É crucial, portanto, manter um controle mensal sobre o resultado de suas operações. Se o valor total das suas vendas ultrapassar R$ 35.000, você estará sujeito a uma tributação de 15% sobre o lucro. O GCAP, frequentemente mencionado, é um programa da Receita Federal que deve ser preenchido quando o total de alienações supera R$ 35.000 e há pelo menos uma operação lucrativa.


A IN 1888 é outra obrigação que os investidores devem conhecer. Ela se aplica a quem movimenta mais de R$ 30.000 em criptomoedas em corretoras estrangeiras ou fora de qualquer corretora. Se você se enquadra nesse perfil, deverá preencher um formulário no e-CAC detalhando todas as suas operações ou enviar um arquivo de dados no modelo especificado pela Receita Federal.


A declaração de imposto de renda para investidores em criptomoedas não é uma tarefa a ser procrastinada. Ela requer atenção meticulosa aos detalhes e um entendimento claro das normas fiscais. Mantenha-se atualizado e não hesite em buscar orientação profissional quando necessário. Continue acompanhando o Blog do Declarando Bitcoin para mais informações como essa.


Por Ana Paula Rabello e Gabriel Rother Candido


Vem com a gente para mais!


Baixe o e-book - 'Como Declarar Bitcoin e Outros Criptoativos no Imposto de Renda 2023 -


Siga no Twitter


Siga no Koo


Curte a página no Facebook


Acompanha também no Instagram


Telegram


Tik Tok


Youtube


Linkedin


Chama no whats 📲 + 55 (51) 99893-2200

Comments


Commenting has been turned off.

Em destaque

bottom of page